https://www.ajudaacademica.org/

Estado de emergência: Saiba o que pensam 12% dos angolanos

 

 

Foi realizada uma sondagem aos angolanos, via Internet, entre os dias 23 e 24 do presente mês, sobre o alongamento do estado de emergência, para mais 15 dias.

A sondagem foi protagonizada pelo Centro de Ajuda Académica e tinha como propósito saber a opinião dos angolanos sobre a necessidade de se prolongar o estado de emergência decretado a 27 de Março pelo Presidente angolano, João Manuel Gonçalves Loureço.

Para o efeitos de inferência fez-se recurso a técnica de amostra por conveniência.

A amostra foi de 1.120 inquiridos num universo de 2000 seguidores da maior rede social – facebook. Da amostra, 124 indivíduos entendem que não faz sentido, nenhum, continuar em estado de emergência.

Opinião contrária tiveram 986 pessoas que atestaram ser necessário continuar em período de emergência.

Os 986 justificaram que “a saúde é uma prioridade e que se países do primeiro mundo sentem as fragilidades, Angola sendo um país em via desenvolvimento, as consequências seriam bem piores”.

Em sua opinião o Governo deve prolongar por mais 15 dias o Estado de Emergência?

Houve quem opinasse, que ” se libertasse as outras províncias para a actividade económica, mas que Luanda permanecesse em cerca sanitária e o isolamento físico. Sendo que todos os casos fora detectados em Luanda.

Portanto, 88% dos angolanos entendem ser necessário prolongar o estado de emergência e 12% dizem que não.

Importa lembrar que, até ao momento, estão (em Angola) 17 pacientes infectados pelo Covid 19 e internados.

A ONU aconselhou recentemente o Estado Angolano a reabrir a actividade no geral sobretudo das Micro, pequenas e Médias Empresas e a liberar a actividade informal devido a acentuada recessão económica que o país vive nos últimos 4 anos (Fonte: Euronews).

Partilhar
23 de Agosto, 2020

0 respostas em "Estado de emergência: Saiba o que pensam 12% dos angolanos"

Deixe uma Mensagem

O seu endereço de email não será publicado.

Ser notificado sobre as últimas ofertas

  Enviar

Siga-nos nas redes sociais

© Centro de Ajuda Académica - todos direitos reservados.
×